quinta-feira, 27 de março de 2014

Helena Ranaldi fala sobre personagem na novela de Manoel Carlos



GTV: A Verônica é uma mulher que terá que disputar pelo amor do Laerte. Como sua personagem levará essa situação?
Helena: O que posso dizer é que ela é uma mulher muito apaixonada. E que em nome dessa paixão e desse amor, ela se coloca em situações de dor e sofrimento. Não sei dizer se fará coisas erradas pra lutar pelo seu amor. Vamos ter que esperar pra ver o que o autor está pensando pra ela…

GTV: Neste trabalho, o que você considerou essencial para interpretar a Verônica? Você precisou participar de algum workshop para ajudar na composição?
Helena: Sim, estou tendo aulas de piano e também passei alguns dias na companhia do maestro João Carlos Martins. Aproximei-me do universo da música clássica e aproveitei pra conhecer um pouco mais de perto como os maestros trabalham.

GTV: Essa é a quinta vez que você trabalha ao lado de Manoel Carlos, mas também será a última. Como você se sente sabendo que não haverá mais novelas do autor?
O sentimento foi sempre de muita alegria, nesta como em outras novelas que fui convidada pelo Maneco pra participar do elenco. Admiro muito ele e ser escolhida me enche de alegria e prazer!

GTV: As primeiras cenas foram gravadas em Viena, na Áustria. Quando você viaja a trabalho, consegue arrumar um tempinho para aproveitar a cidade?
Helena: Como não conhecia Viena e gravamos nos principais pontos turísticos da cidade, pude conciliar as duas coisas, o que foi muito bom.

GTV: A Verônica abriu mão de muitas coisas por causa do amor ao Laerte. Você diria que ela é altruísta? Você já passou por uma situação semelhante?
Helena: Não acho que ela seja altruísta. Acredito que ela faz o que faz em nome de uma felicidade dela, de um amor que ela acredita um dia conquistar. Nunca passei pela situação de me relacionar com um homem que tem sentimentos fortes por outra mulher.

GTV: Um tipo de vilão vem caindo no gosto popular. Ele é malvado, mas não deixa de ser cômico.

O que você acha dessas mudanças?
Helena: Acho muito bacana. Particularmente, acredito que os personagens se tornam mais interessantes quando deixam de ser uma única coisa.

GTV: Antes de seguir a carreira de atriz, você chegou a trabalhar como modelo. Quando e como surgiu o interesse em trabalhar na televisão?
Helena: Fazia comercias de televisão, onde pude entender um pouquinho como funcionavam os bastidores de uma gravação. Mas comecei mesmo no teatro em São Paulo com o diretor Antunes Filho e só depois fui fazer televisão na antiga rede Manchete.

GTV: Com mais de 20 anos de carreira, você já chegou naquele momento exato em que pensou ter alcançado todos seus objetivos profissionais?
Helena: Claro que não.

GTV: Você começou o curso de educação física, mas desistiu e atualmente está fazendo curso de pós-graduação de Arte e Filosofia no Rio. Como tem conciliado?
Helena: Não desisti da faculdade de Educação Física, sou formada, mas nunca trabalhei nesta área. Pretendo sair do Projac e ir correndo pra PUC para não perder minhas aulas que são muito interessantes.

GTV: Alguns atores engrandecem o trabalho no teatro e até deixam transparecer que é muito mais produtivo do que televisão. Você também tem essa visão?
Helena: Gosto de fazer televisão e gosto muito também de fazer teatro. São veículos completamente diferentes, mas encontro prazer em ambos.

GTV: Muitas atrizes admitem que por trabalharem na televisão, precisam ser um pouco mais vaidosas. Como você trabalha esse lado?
Helena: Cuido-me mais por saúde do que por vaidade, mas com certeza a televisão nos expõe muito e é sempre melhor quando estamos nos sentindo com uma boa aparência. Isso me deixa mais tranquila. Uma coisa a menos para me preocupar…

GTV: Você gosta de praticar alguma atividade física para manter o peso? Em relação à alimentação, como você faz para manter os hábitos saudáveis?
Helena: Faço exercícios quase diariamente, me faz muito bem. Cuido da alimentação sem ser muito radical.

GTV: Você é paulistana, mas decidiu morar no Rio por conta do trabalho. Sua família continua morando em Sampa? Em que bairro você morou e do que mais sente falta?
Helena: Indianópolis. Sinto falta da família.

GTV: Para interpretar alguns personagens, você já ficou com cabelos curtos e longos, mas como você, Helena, prefere ficar?
Helena: Gosto deles mais longos.

GTV: Em que momento você se sente uma mulher bonita? Você gosta de perder um tempinho na hora de se arrumar?
Helena: Sinto-me bonita quando estou feliz mesmo se estiver de fato meio feia.

GTV: Mesmo se dedicando a novela você tem outros projetos no cinema ou no teatro?
Helena: Neste momento não.

Entrevista: Papo Feminino em 231/03/2014.